About the project | Sobre o projeto

This project explores the communities of black women who have participated in the history of mobility and memory-making in the Brown Atlantic in the fields of literature, theory and transnational cinema. Zomming in on a three-century relationship between Brazil, Africa and Portugal as its object of inquiry, it will deliver new perspectives on memory making and black female movement that are attentive to gender difference and queer identities, as well as regional, national and transnational affiliations. Within this broad aim, the project has five objectives:

To produce the first comprehensive analysis of gender difference and queer identities as the key drivers for thinking about mobility and memory making in the Brown Atlantic;

To develop a pioneering theoretical model that draws on the metaphor of the rainbow, derived from a Brazilian popular saying that is traceable to West and Central African mythology, and present in the work of three key Afro-Brazilian women writers (Carolina Maria de Jesus, Conceição Evaristo and Ana Maria Gonçalves);

To develop an intrinsically interdisciplinary and community-oriented approach that will innovate by means of a methodological shift, from the national location of specific female and male artists to their transnational way of remembering and imagining black women’s movement;

To provide leadership and development opportunities to other Early Career Researchers (ECRs);

To engage non-Higher Education Industry stakeholders in the research process as a means of maximising the project’s analysis of diverse voices and experiences.

 

Este projeto explora as comunidades de mulheres negras que participaram nas histórias de mobilidade e criação de memória no espaço do Atlântico Pardo nos campos da literatura, teoria crítica e cinema transnacional. Tomando como o seu objeto de estudo uma relação de três séculos entre o Brasil, países de África e Portugal, o projeto pretende apresentar novas perspectivas sobre a criação de memória e o movimento feminino negro entre estes países, prestando atenção à diferença de género e às identidades queer, bem como a afiliações regionais, nacionais e transnacionais. Dentro deste propósito geral, o projeto tem cinco objetivos:

Produzir uma análise abrangente da diferença de género e das identidades queer entendidas como principais motores do pensamento sobre mobilidade e criação de memória no Atlântico Pardo;

Desenvolver um modelo teórico inovador elaborado em redor da metáfora do arco-íris, metáfora esta derivada de um dito popular brasileiro resgatado da mitologia da África Central e Ocidental, e presente na escrita de três importantes escritoras afro-brasileiras (Carolina Maria de Jesus, Conceição Evaristo and Ana Maria Gonçalves);

Desenvolver uma abordagem intrinsecamente interdisciplinar e centrada em sujeitos que irá inovar através de uma mudança metedológica, que irá deslocar a atenção da localização nacional de cada artista específico/a à sua forma transnacional de lembrar e imaginar o movimento feminino negro;

Proporcionar oportunidades de desenvolvimento profissional e de liderança a outras/os investigadoras/es em início de carreira;

Colaborar com intervenientes da indústria não universitária no processo de investigação como forma de maximizar o número e diversidade de vozes e experiências;